0
0
0
s2smodern

Primeira greve nacional, em 1984, antes mesmo de existir o sindicato, já com participação dos servidores de Santa Catarina na luta

Os primeiros dados históricos que os servidores da Saúde e da Previdência possuem datam de 1947, quando um grupo de trabalhadores dos IAPIs (Institutos de Aposentados e Pensionistas) se reuniu para fundar o Clube dos Inapiários que, em junho de 1971, passou a chamar-se Clube dos Previdenciários. Essa união dos servidores só para temas recreativos acabou em 1982, em plena Ditadura, quando um grupo de servidores realizou a primeira paralisação. 

Esse grupo lançou, em 1983, uma chapa para a direção do Clube que foi eleita com mais de 90% dos votos válidos. O Clube dos Previdenciários passou a encaminhar as reivindicações dos servidores federais da saúde e da previdência em Santa Catarina e organizou a primeira greve nacional, juntamente com entidades de Goiás, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Em 1984, durante o 1º Encontro Nacional das Associações de Servidores do Sinpas (Sistema Nacional de Previdência e Assistência Social), realizado em Belo Horizonte, representantes de Santa Catarina e de outros quatro estados que participaram da greve fundaram a Fenasps (Federação Nacional dos Servidores da Saúde, Previdência e Assistência Social).

Como o nome não correspondia mais a dimensão política da entidade, os servidores aprovaram a transformação do Clube em Associação, fundando a Acaseps (Associação Catarinense dos Servidores da Previdência Social), em 1986.

Quando a Constituição soberana devolveu ao povo a cidadania e os direitos negados pelo regime militar, os servidores públicos conquistaram o direito à sindicalização e fundaram Sindprevs/SC, em 17 de outubro de 1988.

:: Esse conteúdo faz parte da edição comemorativa da Revista Previsão - Especial 30 anos ::

Comments fornecido por CComment