Nesta segunda-feira, 23 de maio de 2022, após 62 (sessenta e dois) dias da greve deflagrada no último dia 23 de março, foi assinado o Acordo de Greve de 2022 com as entidades representativas da categoria, o INSS e Ministério do Trabalho e Previdência. Confira aqui o acordo assinado.

Foram 62 (sessenta e dois) dias de mobilização e luta dos(as) trabalhadores(as) do Seguro Social em mais uma greve que ficará para história da categoria!

Após inúmeras reuniões com o governo, foram apresentadas todas as pautas da categoria. O Comando Nacional de Greve (CNG) da FENASPS, avalia que foi possível avançar nas pautas de reinvindicações da categoria diante da mobilização dos(as) trabalhadores(as) do Seguro Social que mesmo com corte de suas remunerações se mantiveram em luta.

O CNG/Fenasps parabeniza os(as) servidores(as) que, mesmo diante de uma conjuntura desfavorável e adversa, se colocaram em luta na defesa de seus direitos e da Previdência Social Pública.

A LUTA CONTINUA!

O retorno ao trabalho será a partir 24 de maio de 2022. Porém, a luta continua! A partir desta terça-feira, 24 de maio, os(as) representantes da FENASPS iniciarão o processo de construção com o INSS do plano de reposição dos dias de greve, com prazo para conclusão de 7 (sete) dias.

A tarefa de todos(as) os(as) servidores é manter a mobilização, fazer articulações com parlamentares para que o acordo de greve seja cumprido na sua totalidade, bem como permanecer vigilantes e unidos. Apesar da força da greve não foi possível avançar em todas as pautas devido à intransigência do governo em negociar com os(as) trabalhadores(as).

Desta forma o Comando Nacional de Greve da FENASPS avalia que outras lutas e mobilizações, bem como novas greves, serão necessárias para alcançar as pautas não atendidas no atual acordo.

Fonte: Fenasps

Comments fornecido por CComment